6 Técnicas para driblar o nervosismo durante as apresentações


30 de julho de 2018 Facebook Twitter LinkedIn Google+ Post


programa-de-gestao-de-clientes-1080x675

Falar em público sem temor e com desenvoltura é uma habilidade rara.  Na verdade, a aversão de expor ideias diante de um grupo de pessoas está entre os principais medos do ser humano.

Segundo estudo das pesquisadoras Karen Dwyer e Marlin M.Davidson, da Universidade de Nebraska-Omaha, publicado em 2012, o receio de falar em público é superado apenas pelo medo da morte e está à frente do temor de problemas financeiros, altura e solidão.  Ou seja, se você tem pavor de exposição, saiba que não está sozinho.

Ter consciência disso, no entanto, não é suficiente na hora de encarar a audiência. É preciso também desenvolver algumas estratégias e técnicas para controlar a insegurança e o nervosismo e concentrar a atenção no conteúdo e na melhor maneira de atrair e engajar o público.

Confira os conselhos listados pela Kelli Stonework, coach de apresentações e CEO da Kys Solutions para a Entrepreneur.

1. Estude antes a audiência
Conhecer antecipadamente o grupo para quem você vai falar dá uma ideia sobre suas expectativas e reações. Um jeito de fazer isso é procurar pessoas representativas do seu público-alvo e questioná-las sobre o que esperam de apresentação como a que você vai conduzir.

Na hora do evento, antes de entrar na sala ou no auditório, faça também um breve levantamento. Procure saber por que as pessoas compareceram para ouvir o que você tem a dizer.

2. Estude o assunto
Conhecer a audiência ajuda a preparar a apresentação para que atenda suas expectativas. Estude bem o assunto que vai abordar. Falar sobre algo de que não está seguro vai aumentar seu nervosismo. Mas lembre-se de que, possivelmente, você não vai esgotar todo o assunto. Então, selecione os pontos mais pertinentes para abordar e separe outros para tratar se sobrar tempo.

3. Organize a apresentação
Estruture a apresentação de modo que tenha sempre indicação dos tópicos que vêm a seguir. Uma dica de Kelli Stonework é elaborar um conjunto de frases-chave e, se for uma apresentação de slides, usá-las durante as transições.

A ideia é planejar e desenvolver a apresentação de modo a prender a atenção do público, conduzi-lo pelo assunto e fazer com que entre em ação na hora certa.

4. Pratique algumas vezes
O exercício gera confiança e ajuda a tornar a apresentação mais natural, então ensaie a apresentação quantas vezes julgar necessário. Estude a organização, memorize a ordem em que os temas serão abordados e grave a apresentação para conferir pontos como a maneira como está falando, o tom de voz adotado e a velocidade do discurso. Depois, faça os ajustes necessários.

5. Prepare-se para os imprevistos
Se possível, faça um último treino no lugar da apresentação real para testar equipamentos e familiarizar-se com o espaço. Se não for possível, prepare-se para contornar eventuais falhas e, se possível, tenha um plano B. É importante também antecipar respostas a algumas perguntas que poderão vir da audiência.

6. Mantenha-se calmo
O nervosismo faz aumentar a adrenalina no organismo e essa mudança gera uma série de reações fisiológicas.

O conselho é tentar neutralizar esses efeitos com algumas técnicas: respire fundo e pausadamente; beba água, inclusive durante a apresentação; sorria; imagine que sua audiência é receptiva e está entusiasmada; fale mais lentamente do que faz durante conversas e faça pausas mais longas entre as frases; movimente-se durante a exposição para eliminar parte do nervosismo; e lembre-se de que as pessoas estão ali em busca de informações e que seu papel é fornecê-las.

Fonte:  PEGN
Comentários